Boas práticas financeiras para condomínios

Condomínios
03/05/2021

Boas práticas financeiras para condomínios

Síndicos competentes estão sempre em busca de novas maneiras de obter mais eficiência na gestão condominial. Sabe-se, por exemplo, que a implantação de uma Portaria Remota ou de uma  terceirização são iniciativas eficientes na redução dos custos nos condomínios, mas muitas vezes, os síndicos se esquecem de adotar práticas rotineiras e triviais, que são muito importantes para garantir uma boa gestão financeira dos seus condomínios. Esse artigo traz algumas boas práticas simples e eficientes:

1 – Cuide da inadimplência, cedo

A inadimplência é um problema nos condomínios em tempos de crise porque alguns moradores se vêem obrigados a adotar um sistema de rodízio no pagamento de suas contas. Eles acabam priorizando dívidas com taxas de juros maiores em detrimento de outras despesas. Por isso o pagamento do boleto do condomínio é, muitas vezes, deixado em segundo plano, enquanto o cartão de crédito e os empréstimos são priorizados.

Por outro lado, também existem moradores que se esquecem de fazer o pagamento na data correta. Não é uma situação tão incomum assim, e, por isso, deve ser combatida.

Para evitar as situações acima, existem algumas boas práticas financeiras para condomínios:

  • Se uma unidade deixou de pagar o boleto, tenha a disciplina de entrar em contato com o condômino e comunicar o atraso o mais rápido possível; 
  • Se necessário, faça campanhas de conscientização sobre a importância do pagamento em dia para evitar aquele descompasso de fluxo de caixa que exige do condomínio o pagamento de juros ao banco;
  • Mantenha uma comunicação transparente com os moradores e proprietários, no caso de imóveis alugados.

Lembre-se: uma dívida pequena é sempre mais fácil de ser recuperada, do que uma dívida maior. 

2 – Tenha certeza que a conta corrente está em nome do condomínio

É importante que o condomínio tenha uma conta corrente em nome do empreendimento e não do síndico. Mas, também é fundamental evitar o uso das “contas pool” de administradoras. 

As chamadas contas pool são usadas por empresas que administram condomínios para guardar as verbas dos empreendimentos. No entanto, essas contas costumam ser compartilhadas com outros empreendimentos, o que pode dificultar a transparência e aumentar o risco no caso de problemas de solvência da Administradora.

Por isso é mais seguro que o condomínio tenha uma conta corrente própria e uma poupança ou aplicação para o fundo de reserva

3 – Faça um orçamento base zero anualmente

Orçamento Base Zero é um método mais conservador de controle de gastos porque, diferente do orçamento tradicional, feito a partir de demonstrativos anteriores, nada é incluído automaticamente no próximo orçamento. 

O OBZ é um planejamento de orçamento feito sem vícios ou inércias, muito eficiente para projetar apenas o que é de fato necessário na previsão orçamentária. Realizada anualmente, o OBZ faz parte das boas práticas financeiras das melhores empresas do mundo e recomenda-se que seja adotada também nos condomínios para evitar gastos que talvez fizessem sentido no passado, mas no presente podem não fazer mais tanto sentido.  

4 – Reduza horas extra 

As horas extras podem gerar gastos elevados se forem constantes, então é preciso reduzi-las. No entanto, em alguns casos, a presença do funcionário é muito importante. Se o seu condomínio sente a necessidade de ter profissionais em horários amplos, pode optar pela terceirização

Já os condomínios que precisam de um porteiro durante 24h, podem optar pela Portaria Remota ou até mesmo a Portaria Híbrida para fazer o revezamento entre atendimento presencial e remoto. Ambas soluções ajudam a diminuir custos e podem ser consideradas boas práticas financeiras para condomínios residenciais e comerciais.

5 – Tenha uma cultura de austeridade

Por fim, para que o condomínio tenha uma situação econômica confortável, ele precisa ter uma política de controle de gastos. Isso significa adotar medidas para redução de despesas. Por isso precisa de ações como:

  • Campanhas de conscientização sobre o desperdício de água;
  • Adotar sistemas sustentáveis como reuso de água;
  • Trocar lâmpadas comuns por LED;
  • Incentivar a iluminação natural;
  • Cotar insumos com vários fornecedores para encontrar melhores condições.

Se você é novo no cargo de síndico, leia nosso artigo com 8 dicas para quem acabou de virar síndico e veja o que fazer!

A ASTER pode te ajudar

A ASTER oferece soluções inteligentes que ajudam os condomínios residenciais e comerciais a reduzirem despesas sem perder a qualidade. Aqui você encontra serviços de segurança, portaria remota, portaria autônoma, portaria híbrida ou portaria presencial; limpeza e higienização de ambientes; implantação de projetos de automação predial como eclusas, câmeras, alarmes e sistemas de reconhecimento facial. Já são 16 anos atuando na cidade de São Paulo com mais de mil funcionários prontos para te atender. Peça um orçamento agora e veja o quanto seu condomínio tem a ganhar. ASTER – fazendo por você, zelando pelo coletivo!

LEIA TAMBÉM

Pedras Portuguesas: Boas Práticas para Limpeza e Conservação.

As pedras portuguesas são valorizadas por sua durabilidade e estética, especialmente em calçadas e praças. Feitas de calcário ou basalto, elas são porosas e requerem cuidados específicos para evitar sujeira e manchas. A manutenção regular é essencial para preservar sua beleza e segurança, prevenindo que se tornem escorregadias. A limpeza deve incluir varrição regular, lavagem com água moderada, uso de detergentes neutros e escovas macias, além de tratamentos específicos para manchas. Evite produtos ácidos, que podem danificar as pedras. Impermeabilizações periódicas ajudam a manter a durabilidade. A ASTER oferece serviços de facilities, incluindo limpeza especializada para esses ambientes.

ler matéria completa

Proteja Sua Casa: Dicas de Segurança Essenciais para as Férias de Julho

À medida que as férias de julho se aproximam, muitas famílias planejam viajar, deixando suas casas mais vulneráveis a criminosos. Este post oferece 14 dicas essenciais para manter sua residência segura durante sua ausência, assegurando férias tranquilas. Entre as recomendações estão: planejar entregas de forma que não acumulem indícios de ausência, usar campainhas inteligentes e redirecionar chamadas fixas para o celular, instalar sistemas de iluminação temporizados, fortalecer laços com vizinhos vigilantes, reforçar a segurança física com fechaduras mais robustas, adotar sistemas de segurança eletrônica avançados, e monitorar sua casa com câmeras. Além disso, é importante evitar compartilhar planos de viagem nas redes sociais, desligar a água para prevenir acidentes e guardar itens de valor em locais seguros. Ao retornar, se notar algo estranho, é recomendável contatar um vigilante antes de entrar em casa. A ASTER está comprometida em oferecer um serviço de segurança de alta qualidade, garantindo que você possa desfrutar de suas férias sem preocupações.

ler matéria completa

Conheça uma Solução Inteligente para Recebimento de Encomendas na Portaria Remota

O ASTER Locker é um armário inteligente disponível 24 horas por dia, projetado para simplificar o recebimento de encomendas em condomínios com Portaria Remota. É uma solução prática, moderna e segura, para adaptar seu condomínio a nova realidade do e-commerce, que cresceu exponencialmente nos últimos anos. Por que o ASTER Locker é necessário? Com o […]

ler matéria completa