Como evitar assaltos em condomínios?

Condomínios
03/11/2021

Descubra o que fazer para evitar assaltos ao seu condomínio

Condomínios, geralmente, são lugares mais seguros para se viver, especialmente aqueles que contam com apoio de tecnologia, e de vigilância patrimonial com profissionais treinados para agir. Mas, ainda assim, não estão livres de ameaças. Com o aumento de roubos e furtos em São Paulo, é sempre bom ficar atento. Por isso, abaixo trazemos algumas boas práticas para evitar assaltos ao seu condomínio.

1- Comportamentos preventivos são fundamentais para evitar assaltos

Os assaltantes estão cada vez mais criativos, mas na maioria das vezes, usam velhos golpes para entrar no condomínio. Então, é preciso que os funcionários, mas, principalmente, os moradores estejam sempre atentos a estes riscos. A prevenção é fundamental!

Atenção aos arredores

Para entrar no condomínio de forma segura, o morador deve sempre estar atento a pessoas próximas do portão. O ideal é somente acessar o condomínio sem que haja o risco de alguém entrar junto.

Se estiver a pé, ao perceber alguém próximo do portão, caso não seja possível entrar rapidamente no condomínio, ande mais devagar para que tenha tempo de identificar a situação. Se suspeitar de algo, não entre: passe direto e dê tempo para a situação se resolver.

Com o veículo, o procedimento é parecido. Se for preciso, dê uma volta no quarteirão até se sentir seguro. Mas, caso perceba que alguém se aproveitou da sua entrada, você pode seguir algumas dicas:

  1. Evite parar na sua vaga, dê uma volta na garagem e saia novamente.
  2. Se precisar parar, saia do veículo apenas quando se sentir seguro. Se disponível, e se necessário, ligue para a segurança do condomínio ou utilize o procedimento de pânico.

Cuidados na eclusa

Se, ao entrar na eclusa do condomínio, alguém entrar junto, disfarce e deixe que a pessoa vá na frente para que ela precise usar algum dispositivo de acesso no portão. Uma boa ideia é atender o celular como se estivesse recebendo uma ligação naquele momento, e fazer sinal para a pessoa seguir em frente. Se a pessoa não conseguir abrir o portão, há algo de errado. Recomendamos algumas atitudes:

  1. Pergunte por que a pessoa não consegue entrar. Dependendo da resposta, recomende o uso do interfone a ela.
  2. Se não se sentir à vontade para seguir dessa maneira, você pode sair do condomínio, deixando a pessoa sozinha na eclusa e, assim que possível, ligar para a segurança do condomínio.
  3. Em condomínios atendidos pela ASTER, você pode abrir o portão da eclusa usando o “dedo ou senha do pânico” para que a Central ASTER acompanhe as câmeras do condomínio e entre em contato com você de maneira segura.

Use o procedimento do pânico

Na ASTER, implementamos o procedimento do pânico em que os moradores e funcionários conseguem gerar um alerta para a central em caso de situações de risco, ameaça ou entrada coagida. Existe, pelo menos, 4 recursos:

  • Dedo do pânico na biometria
  • Senha do pânico no teclado
  • Botão de pânico no controle remoto do portão veicular
  • Botão de pânico no App ASTER Portaria Remota

Ao usar uma dessas opções, o alarme é disparado na Central de Monitoramento da Portaria Remota, onde os operadores conseguem visualizar a situação pelas câmeras de segurança do condomínio, podendo identificar duas situações:

  1. Se pelas câmeras ficar evidente que trata-se de situação de risco, a ASTER aciona a polícia imediatamente.
  2. Mas, se a situação de risco não for evidente, o morador receberá uma ligação da ASTER e o operador fará uma pergunta pré-cadastrada no sistema (senha de coação). Se a resposta não for a previamente combinada, é sinal de que o morador está em risco. Neste caso, a Central entra em contato com a polícia.

Cadastro de moradores, visitantes e prestadores 

Essa é uma dica fundamental para os condomínios. 

É muito importante que em todos os condomínios, os visitantes e os prestadores passem por algum processo de controle de acesso com cadastramento em sistema. Assim, é possível ter um maior controle sobre quem entra e quem sai, nas dependências do condomínio.

Nesse processo uma dica interessante é criar o hábito de pré-cadastrar visitantes com antecedência, diminuindo o tempo de espera na portaria. Quanto menos tempo esse visitante espera na calçada, menor será o risco de assalto. Incentive os moradores a usarem esse recurso. E, caso você seja morador de um condomínio atendido pela Portaria Remota ASTER, pode contar com alguns recursos:

  1. Faça uma pré-solicitação de acesso de visitantes pelo App ASTER para liberação imediata.
  2. Ainda pelo app, é possível enviar um convite via QR Code para acesso imediato para visitantes de confiança (verifique se seu condomínio tem essa funcionalidade).
  3. Use o interfone da sua casa para fazer uma pré-autorização e, deste modo, o visitante terá acesso imediato. Mas, atenção: na ASTER não é aceito esse tipo de solicitação de ligações feitas a partir de telefones externos, sem a devida checagem de segurança.
  4. Se o visitante for pessoa muito próxima, como por exemplo, um pai, mãe, irmão ou parente, você tem a opção de cadastrá-lo como “visitante frequente” para que possa ter acesso rápido usando a digital, reconhecimento facial ou tag de acesso.
  5. Cadastre os prestadores de serviços para que eles também possam entrar rapidamente no condomínio.

2- Tenha uma boa portaria para evitar assaltos

Condomínios residenciais ou comerciais podem optar por três soluções: 

A portaria remota é um sistema com boa relação custo-benefício e que pode ajudar a diminuir algumas falhas de segurança da portaria presencial, como aumentar a rigidez de processos no controle de entrada de pessoas e mitigar o risco de invasão ao render um porteiro local. Isso acontece pois na portaria remota o controle de acesso é realizado à distância, numa central 24 horas, que monitora o condomínio. Além disso, proporciona, se necessário, o procedimento de pânico que já listamos anteriormente.

O modelo presencial, com profissionais bem treinados também pode ser muito eficiente, mas é preciso tomar alguns cuidados. Na hora de fazer a liberação de um convidado, é muito importante que o porteiro siga os protocolos de atendimento à risca:

  • Fazer o cadastro em sistema de prestadores de serviço, solicitando, inclusive, documento de identificação
  • Contar com apoio da tecnologia como reconhecimento facial ou biometria no acesso de moradores
  • Não se sentir intimidado por uma carteirada e abrir o portão para autoridades sem a apresentação das credenciais e contato com morador

Na ASTER, oferecemos o serviço de monitoramento da guarita em que os porteiros, ao entrar no local, devem digitar uma senha para alertar que estão em segurança. O procedimento garante que não haja entrada oportuna de bandidos e, caso seja violado, nossa central é avisada para que tome as medidas de segurança necessárias. Afinal de contas, é preciso proteger o porteiro para que ele não seja rendido!

Por fim, a portaria híbrida é uma combinação da remota e da presencial, da maneira mais conveniente para o condomínio. Na ASTER, oferecemos as três opções de portaria aos nossos clientes.

3- Invista em vigilância para evitar assaltos

Outro recurso à disposição dos condomínios é a vigilância presencial, ostensiva, com vigilantes treinados na Polícia Federal. A profissionalização da segurança é muito importante para que os moradores e visitantes sintam-se mais seguros. Além disso, a presença dos vigilantes pode espantar os bandidos e diminuir o risco de um assalto.

Na ASTER, temos o serviço de vigilância. Somos uma empresa regulamentada junto ao Ministério da Justiça e a Polícia Federal e capacitada para prestar serviços de segurança patrimonial armada e desarmada. Fazemos todo o processo de treinamento, motivação e supervisão, gerenciando todas as atividades de nossa equipe de vigilantes e seguranças.

Também implantamos o Bodycam, um dispositivo com câmera de vídeo acoplado ao colete dos vigilantes para gravar imagens e sons. Ele conta com função IR para facilitar a gravação facial da imagem capturada, inclusive em ambientes com pouca iluminação, além de ser à prova d’água, poeira e antiqueda.

Essa iniciativa faz parte dos nossos esforços para melhorar a eficiência e transparência dos serviços, bem como garantir maior segurança aos condôminos e colaboradores.

4- Aposte na tecnologia e estrutura física adequada

A tecnologia é a aliada dos condomínios na hora de evitar assaltos porque ela permite diminuir os riscos e tornar os ambientes lugares mais seguros. Mas, para isso, é preciso de:

Dispositivos de controle de acesso

Você precisa tratar o controle de acesso com muita atenção. Hoje, a tecnologia nos ajuda a melhorar os processos de entrada e saída. Você pode contar com alguns recursos para atender os condôminos, como:

  • Reconhecimento facial;
  • Biometria;
  • Tokens;
  • Senhas.

Além disso, você pode usar esses dispositivos e serviços de segurança para criar uma solução sob medida e a mais segura possível, tanto em condomínios com portaria remota quanto presencial.

Câmeras de monitoramento

Aposte nas câmeras de monitoramento, se possível, com recurso de vídeo analytics, que permitem criar alertas inteligentes e integrar com algoritmos de reconhecimento facial e detecção de corpos. Hoje, existem muitas opções de câmeras que são equipadas com sensores e tecnologia para capturar, inclusive, imagens em baixa iluminação. Além disso, podem fazer a gravação na nuvem em um sistema de backup remoto que impede que os bandidos se apropriem dos registros.

Na ASTER, por exemplo, temos o sistema anti-carona, que usa câmeras com reconhecimento facial na eclusa para impedir a entrada de pessoas não cadastradas ao condomínio e evitar assaltos.

Cercamento monitorado

Invista em cercas, sensores perimetrais e alarmes, se possível, conectados a uma central de monitoramento, assim, você poderá proteger toda a extensão do seu condomínio.

As cercas elétricas, por exemplo, se tornaram um recurso popular para combater invasões. Elas têm custos de implementação e manutenção relativamente baixos e são uma boa opção. Também é possível atrelar ao sistema de alarme, assim, quando um fio ou sistema for danificado, pode-se emitir um alerta para a central.

Motores de portões mais rápidos

Às vezes, mesmo seguindo as dicas de segurança que demos neste post, os bandidos conseguirão entrar no condomínio porque eles podem ser mais rápidos do que os portões da garagem e se aproveitar disso para invadir. Por isso, recomendamos que invista em bons motores de portão para diminuir o tempo de exposição. Dessa maneira, a entrada e saída podem ser mais seguras.

Eclusas intertravadas

O sistema de dois portões (eclusas) intertravadas em todos acessos externos (pedestres e veículos) é fundamental para evitar a entrada indevida de criminosos. Os portões devem ser sempre intertravados, ou seja: um só abre quando o outro estiver fechado.

5- Crie uma cultura de segurança no condomínio

Procedimentos e punições

A criação de procedimentos rigorosos de segurança é uma etapa bastante importante. Adotar práticas mais conservadoras pode gerar reclamações, afinal, quem não gosta de receber sua pizza sem precisar descer até a portaria? Mas, é fundamental que os procedimentos sejam cumpridos e que os condôminos sejam devidamente punidos caso não os respeitem. Importante deixar essas regras claras no Regulamento Interno do condomínio e divulgar com frequência como forma de conscientizar as pessoas.

Respaldo à equipe de segurança e/ou portaria

Os funcionários devem ter o respaldo da gestão do condomínio quando tomarem medidas corretas de segurança, como barrar um visitante não identificado, mesmo que isso cause problemas com os moradores. Em algumas situações, esses profissionais são desrespeitados e nenhuma providência é tomada por parte do condomínio, o que é péssimo para criar uma cultura de segurança.

6- Conte com a ASTER para evitar assaltos ao seu condomínio

Há mais de 15 anos no mercado, atuamos em São Paulo oferecendo toda a solução de que seu condomínio precisa para evitar assaltos: vigilância armada e desarmada, portaria presencial, portaria remota, implantação de projetos de automação predial como eclusas, câmeras, alarmes e sistemas de reconhecimento facial. Tudo o que você precisa para garantir o conforto e a segurança do seu condomínio está aqui. Então entre em contato agora mesmo e peça um orçamento!