Meu condomínio pode ter Portaria Remota?

Portaria Virtual
11/03/2019

 

Recurso muito procurado pelos condomínios por todo o país, a Portaria Remota é um sistema de acesso que alia segurança, tecnologia, desempenho e baixo custo. É tudo o que um condomínio busca para reduzir custos com qualidade.

Por se tratar de uma ferramenta responsável pela mudança dos processos internos, a Portaria Remota exige cuidados e elementos específicos para sua implementação, além de recomendações para instalação dos equipamentos e recursos.

Mas afinal, todos os condomínios podem optar pela Portaria Remota?

É isso que a Aster, que atua há 15 anos em condomínios comerciais e residenciais, e é especialista na solução de Portaria Remota, vai responder neste artigo.

Antes disso, se inscreva em nossa newsletter para receber dicas e novidades sobre a vida em condomínio e segurança.

 

[siteorigin_widget class=”WP_Widget_Custom_HTML”][/siteorigin_widget]

Restrições da Portaria Remota

A Portaria Remota já se consolidou na área da segurança porque oferece um sistema prático, simples, eficiente e seguro para o acesso aos condomínios.

A solução ajuda na diminuição de incidentes e sinistros, como sequestros relâmpago, invasão, roubos e furtos. Este último elemento, inclusive, é uma grande preocupação para os moradores de todas as cidades. Em São Paulo, por exemplo, no último ano, cresceu o número de roubos e furtos a condomínios.

Além disso, essa ferramenta impacta diretamente na redução da folha salarial dos empreendimentos, diminuição das taxas condominiais dos moradores e, por consequência, valorização dos patrimônios. É sem dúvida uma boa opção para reduzir custos, já que a economia pode chegar a até 50% da taxa condominial!

Quer opções para a redução de custos em seu condomínio? Baixe nosso Guia da Redução de Custos e saiba o que fazer para diminuir os gastos sem perder qualidade.

 

[siteorigin_widget class=”WP_Widget_Custom_HTML”][/siteorigin_widget]

No entanto, para implementar esse tipo de sistema é necessário que as edificações sigam algumas diretrizes. Infelizmente, mesmo que o recurso traga benefícios sensíveis ao dia a dia, nem todos os condomínios devem aderir ao serviço de Portaria Remota.

Abaixo, listamos alguns impeditivos para a implementação que dificultam o bom desempenho e a qualidade da prestação de serviços. Confira:

Grandes condomínios

Especialistas em Portaria Remota buscam soluções para a instalação dos recursos em todos os tipos de empreendimento. Entretanto, mesmo com inovações e avanços tecnológicos, não é possível garantir a qualidade dos sistemas em condomínios que possuam mais de 40 unidades.

Outro ponto que interfere na eficiência da Portaria Remota em condomínios de grande porte é o fato de que, muitas vezes, estes complexos possuem mais do que uma portaria e diferentes entradas de acesso à garagem.

Ainda assim, alguns sistemas disponíveis no mercado já conseguem suportar condomínios maiores, com mais de uma torre, por exemplo.

Contudo, nesses casos, a redução de custos é afetada e a diminuição da taxa condominial costuma ser menor. Recomenda-se também que o condomínio tome mais precauções e cuidados, como a contratação de um projeto de consultoria independente de segurança para uma análise mais cuidadosa de todo o ambiente.

No fim das contas, talvez o investimento não seja vantajoso para o condomínio em questão, uma vez que a ideia da Portaria Remota é ser uma solução de segurança e baixo custo.

Perfil dos moradores

Para início de conversa, um recurso como a Portaria Remota só deve ser implementada nos condomínios após votação e decisão em assembleia.

Dito isso, vale destacar que o perfil dos moradores é um ponto de extrema importância na hora de decidir pelo recurso. Eles devem estar interessados pela mudança da portaria comum pelo novo método.

Mais do que isso, os condôminos precisam estar dispostos a entenderem o funcionamento do sistema e aprenderem com a ferramenta, apenas assim a eficiência e a segurança serão sentidas.

É muito comum que pessoas menos interessadas em tecnologia tenham resistência para uma mudança estrutural nos processos que afetam a sua rotina.

Além disso, é natural que exista um vínculo entre o antigo funcionário com os moradores, o que dificulta ainda mais a implementação de um recurso como este.

Nestes casos, a confiança em um serviço tradicional estabelecido é um grande impeditivo. Mesmo o desejo pela diminuição de gastos não é suficiente para o convencimento.

Problemas estruturais e de tecnologia

Em um projeto de segurança e acesso desta magnitude, o condomínio sofre mutações significativas para chegar a um ponto de maturidade para implementação do sistema.

Com as melhorias tecnológicas e o avanço da internet em banda larga, hoje, a Portaria Remota reúne condições técnicas, e de infraestrutura, para entregar um sistema otimizado para os clientes.

Com mais eficiência e menos vulnerabilidade, a ferramenta tem sido cada vez mais acessível e viável para condomínios residenciais e comerciais.

Contudo, alguns equipamentos e recursos devem ser instalados para viabilizar a implementação da Portaria Remota:

  1. Portões em configuração de clausura para acesso físico controlado;
  2. Dispositivos eletrônicos de leitura de dados de acesso;
  3. Sistema eletrônico de gerenciamento dos dispositivos de leitura;
  4. Fechaduras eletromagnéticas para liberação remota e bloqueio de portões;
  5. Sistema Anti-esmagamento nos portões;
  6. Detectores de abertura nos portões para controle e segurança;
  7. Câmeras de videomonitoramento com o objetivo de imagem em identificação e reconhecimento de cena;
  8. Sistema de interfonia IP (VOIP) para comunicação remota;
  9. Sistema de destravamento dos portões para operação manual em situações de evacuação de emergência no condomínio;
  10. Botões de emergência/pânico nos elevadores;
  11. Gerador próprio para contingências no caso de falta de energia;
  12. Proteção perimetral bem estruturada de preferência com sistema de detecção ligado a uma central de alarme.

Além dos elementos acima, existem sistemas, processos e adaptações estruturais que devem seguir as normas de implementação da Portaria Remota para a instalação correta.

Para conferir cada um deles, leia nosso artigo de boas práticas da Portaria Remota.

Agora que você sabe o que é preciso para aderir ao sistema e entendeu seus benefícios para os condomínios, deve estar se perguntando: Será que devo investir em Portaria Remota no meu condomínio?

Não se preocupe, o nosso Guia da Portaria Remota pode te ajudar a chegar a uma decisão. Baixe gratuitamente agora e saiba todos os detalhes desse recurso que está dominando o mercado de segurança!

 

[siteorigin_widget class=”WP_Widget_Custom_HTML”][/siteorigin_widget]