Portaria Remota: guia de melhores práticas

Portaria Virtual
24/09/2018

A portaria remota se consolidou no ramo da segurança porque oferece um sistema prático, eficiente e seguro para os condomínios.

Além disso, essa ferramenta impacta diretamente na redução da folha salarial dos empreendimentos, diminuição das taxas condominiais dos moradores e, por consequência, valorização dos patrimônios.

Prédios com até 40 apartamentos ou salas são os mais indicados para receber a Portaria Remota, segundo especialistas.

Em outro artigo explicamos o funcionamento deste mecanismo. Para ler basta clicar aqui.

Você também pode baixar o nosso Guia Prático de Portaria Virtual para descobrir suas aplicações e vantagens no condomínio.

Baixe o Guia Prático de Portaria Virtual e saiba como aplicar e suas vantagens para o condomínio.

[siteorigin_widget class=”WP_Widget_Custom_HTML”][/siteorigin_widget]

Se você já sabe como funcionam as portarias remotas e planeja adotá-las em seu condomínio ou prédio, fique atento:

Existem práticas e procedimentos essenciais para a implementação da ferramenta.

Unimos os 15 anos de atuação da ASTER em segurança e implementação de ferramentas de monitoramento junto com a ajuda de especialistas da Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (ABESE) para fundamentar estes passos.

A seguir, visando orientar melhor os condomínios listamos os itens que consideramos necessários para viabilizar a instalação da portaria remota nos condomínios:

HARDWARE LOCAL

  1. Portões em configuração de clausura para acesso físico controlado;
  2. Dispositivos eletrônicos de leitura de dados de acesso;
  3. Sistema eletrônico de gerenciamento dos dispositivos de leitura;
  4. Fechaduras eletromagnéticas para liberação e bloqueio de portões;
  5. Sistema Anti-esmagamento nos portões;
  6. Detectores de abertura nos portões para controle e segurança;
  7. Câmeras de videomonitoramento com o objetivo de imagem em identificação e reconhecimento de cena;
  8. Sistema de interfonia IP (VOIP) para comunicação remota;
  9. Sistema de destravamento dos portões para operação manual em situações de evacuação de emergência no condomínio;
  10. Botões de emergência/pânico nos elevadores;
  11. Gerador próprio para contingências no caso de falta de energia;
  12. Proteção perimetral bem estruturada de preferência com sistema de detecção ligado a uma central de alarme.

SISTEMA DE COMUNICAÇÃO POR REDE IP

  1. Roteadores;
  2. Links de telecomunicações confiáveis (dê preferência a links dedicados).

CENTRAL DE ATENDIMENTO REMOTO

  1. Software específico e dedicado ao atendimento, operação e gestão do sistema de portaria remota e controle de acesso;
  2. Servidores locais e/ou serviços de armazenamento de dados e imagens com garantias de níveis de segurança da informação;
  3. Nobreaks dimensionados para suportar a carga de consumo do sistema de forma segura até o acionamento do gerador de energia permanente;
  4. Gerador de energia permanente;
  5. Sala de operações exclusiva para as atividades de atendimento de Portaria Remota;
  6. Para o projeto da sala de operações é recomendável a observância das normas NR-7, NBR-10152, NBR-5413, NBR 15786 e NBR 13967;
  7. Equipe treinada e exclusiva ao atendimento de portaria remota, com definição de número máximo de atendimentos por hora.

SISTEMA DE PÂNICO

O Sistema de portaria remota deve prever sistema de pânico, em que o morador ao se sentir ameaçado nas diversas situações, tenha condições de informar rapidamente a central de atendimento remoto sobre o problema.

ARQUITETURA NECESSÁRIA

  1. É indicado que a configuração de instalação dos portões seja em formato de clausura com destravamento automático no acesso de pedestres e acesso de veículos;
  2. Caso o condomínio não disponha do recurso anterior, deve-se instalar um dispositivo de comunicação por voz no elevador do condomínio para contatos de emergência com a central de portaria remota;
  3. Dentro do elevador deve ser instalada uma câmera com a visualização monitorada na central de atendimento da portaria remota e acionada somente quando o dispositivo de comunicação por voz for usado;
  4. Os áudios, vídeos e dados de acesso da operação relacionados a portaria remota, devem ser armazenados por um período mínimo de 7 dias;
  5. Recomenda-se que o projeto da Portaria Remota não seja o único artefato de segurança física do condomínio. É importante que outros itens como proteção perimetral e sistemas de videomonitoramento façam parte do projeto global de segurança do condomínio;
  6. Na arquitetura do sistema deverá constar um sistema de redundância de energia que mantenha todo o sistema local da portaria remota em plena condição operacional com a central de atendimento;
  7. Para garantir a operação em situações de falhas técnicas de comunicação é indicado a instalação de, no mínimo, uma segunda via de comunicação;
  8. Deverão ser considerados os requisitos pertinentes da norma de incêndio (NBR 17240) no desenvolvimento da solução de portaria remota;
  9. Devem ser considerados os requisitos da norma ABNT-NBR9077 (Saídas de emergência em edifícios) que impactam diretamente no desenvolvimento da solução e instalação da portaria remota;
  10. Devem ser consideradas as regras e legislações municipais, estaduais e federais que regulam sobre o assunto “Saídas de emergência em edifício”.

PROCESSOS

  1. Em situação de falhas técnicas graves deve-se garantir o controle de acesso do condomínio através de um processo de contingência técnico e operacional até o restabelecimento pleno do sistema;
  2. Para uma adequada operação recomenda-se o firmamento de um Acordo de Nível de Serviço (SLA) com o condomínio para que as responsabilidades das partes e os limites operacionais do sistema de Portaria Remota estejam alinhadas com as expectativas do projeto;
  3. As rotinas de atendimento operacional devem ser padronizadas e documentadas formalizando o processo da Central de atendimento;
  4. A central de atendimento deve ser organizada através de um sistema de gestão.

Para a contratação de uma empresa competente para a instalação do sistema de portaria remota, pesquise e compare no mercado as mais bem avaliadas.

Sempre visite a empresa, verifique a estrutura existente de atendimento, tempo no mercado e quantos clientes são atendidos. Solicite certidões e atestados de idoneidade financeira.

A Aster é uma empresa que oferece soluções completas para atender os parceiros com um conjunto de práticas que garantem qualidade, segurança e economia aos condomínios.

Está há mais de 15 anos no mercado prestando segurança e serviços que facilitam a rotina dos clientes. Entre em contato e solicite um orçamento sem compromisso