Green Building: Entenda o que são as construções sustentáveis

Facilities
20/01/2016

Green Building: Entenda o que são as construções sustentáveis

A sustentabilidade se tornou um tema debatido e uma tendência na implementação de projetos em diversas áreas da sociedade.

Na construção civil, esse conceito se incorporou aos empreendimentos estruturados que operam respeitando o uso de recursos energéticos, renováveis. Eles procuram gerar benefícios ao bem-estar e a economia da população envolvida.

Enfim, um projeto que visa reduzir os prejuízos à sociedade como um todo. Eles são conhecidos como Green Building ou construções sustentáveis.

Essa adaptação aos conceitos que envolvem a sustentabilidade surgiu a partir de uma demanda dos próprios consumidores, da natureza e de pactos ambientais firmados por líderes governamentais, assim como ocorreu com a indústria ao longo das últimas décadas.

Neste artigo explicaremos os detalhes dos Green Buildings e seus impactos. Então continue acompanhando.

Mas antes, inscreva-se em nossa newsletter para receber dicas e novidades sobre segurança e a vida no condomínio.

[siteorigin_widget class=”WP_Widget_Custom_HTML”][/siteorigin_widget]

Green Building como tendência

As construções sustentáveis passaram a ganhar força a partir da exigência de projetar espaços que reduzem os impactos no ecossistema, contribuindo para manter uma boa qualidade de vida dos usuários do prédio e habitantes ao redor.

Outra vantagem que justifica o crescimento desses tipos de construções é a valorização do imóvel. O mercado tende a dar mais valor para essas obras, sendo um processo que ocorre naturalmente, pois sua obsolescência é menor e a boa imagem atrai uma maior rapidez na ocupação.

As empresas que levantam um projeto sustentável também têm seus custos de construção, operação e manutenção reduzidos, visto que práticas como reaproveitamento de água são adotados.

O que caracteriza um Green Building?

Essas construções podem ser identificadas por meio do LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), que é deliberado pelo GBCI (Green Building Council Institute). É um selo que certifica as edificações que atendem as suas exigências acerca de aspectos ambientais e energéticos. Esse sistema internacional está presente em 143 países e seu foco é justamente estimular esses projetos a seguirem as normas sustentáveis.

O LEED classifica um prédio a partir de um sistema de pontuação que varia de 0 a 110 pontos. Um green building deve ter, ao menos, 40 pontos para obter a certificação. Para quem está dentro do padrão existem as qualificações do selo, que são prata (50-59 pts.), ouro (60-79 pts.) e platina (80-110 pts.).

Qualquer imóvel pode obter o selo LEED?

Foram criadas variações da certificação para cada tipo de prédio e suas operações respectivas. Por exemplo, existe o LEED New Construction (NC), que é destinado para novos projetos, sejam tanto os vindos do zero quanto às reestruturações completas de construções já existentes; bem como o LEED Existing Building (EB) que como a tradução já deixa a entender, é voltado para o incentivo de novos processos de manutenção e operações de um prédio já ativo.

Existem ainda outras 6 variáveis. O LEED for Commercial Interiors (CI), para ambientes internos de escritórios comerciais; LEED Core & Shell (CS), para interiores de edifícios comerciais; LEED Retail, para lojas de varejo – novas, antigas e localizadas dentro de prédios; LEED for Schools, focado em escolas, creches e universidades; LEED for Neighborhood Development (ND), destinado para a urbanização sustentável de bairros; e, por último, o LEED for Healthcare, feito para hospitais.

Quais são as vantagens de obter o selo LEED?

Socialmente, construções sustentáveis ajudam no aprimoramento da segurança e bem-estar dos trabalhadores e visitantes. Atua também na conscientização sustentável e política de profissionais e da comunidade afetada pelo projeto, gerando um legado de maiores cuidados com os recursos naturais a nível individual. A certificação ainda contribui com o aumento na satisfação daqueles que trabalham e são atendidos pelos serviços executados em cada segmento dessas edificações.

Economicamente, o selo ainda se mostra vantajoso, visto que os custos de operação baixam junto com as chances de sofrerem alguma multa a nível regulatório. Seus benefícios são alinhados com a questão ambiental, já que o consumo energético é menor, com um maior reaproveitamento de resíduos e uso de materiais que diminuem a pegada ecológica.

O que é avaliado no processo?

Existem 7 pré-requisitos para a obtenção do selo. É recomendável que se faça um diagnóstico interno sobre o projeto para posteriormente atestar a sua viabilidade. Você pode realizar a contratação de algum Profissional Acreditado do LEED para prestar consultoria nessa fase. A lista com os nomes e contatos se encontra aqui.

Nessa avaliação inicial, deve-se levar em conta os seguintes fatores:

  1. Espaço Sustentável: que aborda o uso de ações que reduzem os impactos ambientais;
  2. Eficiência do uso da água: questões sobre o aproveitamento consciente da água;
  3. Inovação e Processos: implementação de medidas sustentáveis que não estão incluídas nos manuais e categorias do LEED;
  4. Materiais e Recursos: promoção da utilização e reutilização de materiais pouco degradantes à natureza e diminuição da geração de resíduos;
  5. Energia e Atmosfera: incentivo à eficiência energética nas construções;
  6. Qualidade ambiental interna: aspectos técnicos relacionados à qualidade ambiental interna do ar, focados em locais com grande circulação de pessoas;
  7. Créditos de Prioridade Regional: são créditos adaptados para a situação de cada país, de acordo com suas características e necessidades.

Quais são as etapas da certificação?

São 5 estágios até conseguir o selo. Para iniciar o processo, é preciso escolher qual variável da certificação se adapta mais ao seu projeto. Após isso, deve ser feito o cadastro no sistema online do LEED. Nessa plataforma os dados da construção devem ser preenchidos e enviados junto com toda a documentação exigida e digitalizada.

A partir daí é obtido o registro e seu pedido segue para a fase de análise, que dificilmente durará menos de um ano até a liberação, ou não, do certificado.

Dados que comprovam o crescimento de construções sustentáveis

A procura pelo selo para atestar um Green Building cresceu tanto que, em 2015, o número de registros oficializados chegou a 1028. Em 2011, por exemplo, eram apenas 404. Mais da metade deles, pouco mais de 54%, está no estado de São Paulo.

A quantidade de prédios com a certificação, em 2015, é de 299. Os dados completos você pode conferir na página da GBCBrasil.

Se adequar aos preceitos da sustentabilidade é mais do que fazer parte de uma simples tendência. O que se deve ter em mente é projetar e operar um novo espaço sem reduzir ou prejudicar o bem-estar alheio.

Os números mostraram que a adesão ao LEED ainda é pequena, porém crescente. Sinal de que muitas empresas e construtoras enxergaram a importância de se diferenciar no mercado por pensar no verde e, com isso, estão procurando se adaptar a essa linha.

Para potencializar as ações em benefício do meio ambiente, listamos 5 práticas sustentáveis que você pode aderir em seu condomínio. Também preparamos um guia completo da sustentabilidade nos condomínios. Baixe agora gratuitamente e comece a ajudar o meio ambiente.

[siteorigin_widget class=”WP_Widget_Custom_HTML”][/siteorigin_widget]
LEIA TAMBÉM

Pedras Portuguesas: Boas Práticas para Limpeza e Conservação.

As pedras portuguesas são valorizadas por sua durabilidade e estética, especialmente em calçadas e praças. Feitas de calcário ou basalto, elas são porosas e requerem cuidados específicos para evitar sujeira e manchas. A manutenção regular é essencial para preservar sua beleza e segurança, prevenindo que se tornem escorregadias. A limpeza deve incluir varrição regular, lavagem com água moderada, uso de detergentes neutros e escovas macias, além de tratamentos específicos para manchas. Evite produtos ácidos, que podem danificar as pedras. Impermeabilizações periódicas ajudam a manter a durabilidade. A ASTER oferece serviços de facilities, incluindo limpeza especializada para esses ambientes.

ler matéria completa

Proteja Sua Casa: Dicas de Segurança Essenciais para as Férias de Julho

À medida que as férias de julho se aproximam, muitas famílias planejam viajar, deixando suas casas mais vulneráveis a criminosos. Este post oferece 14 dicas essenciais para manter sua residência segura durante sua ausência, assegurando férias tranquilas. Entre as recomendações estão: planejar entregas de forma que não acumulem indícios de ausência, usar campainhas inteligentes e redirecionar chamadas fixas para o celular, instalar sistemas de iluminação temporizados, fortalecer laços com vizinhos vigilantes, reforçar a segurança física com fechaduras mais robustas, adotar sistemas de segurança eletrônica avançados, e monitorar sua casa com câmeras. Além disso, é importante evitar compartilhar planos de viagem nas redes sociais, desligar a água para prevenir acidentes e guardar itens de valor em locais seguros. Ao retornar, se notar algo estranho, é recomendável contatar um vigilante antes de entrar em casa. A ASTER está comprometida em oferecer um serviço de segurança de alta qualidade, garantindo que você possa desfrutar de suas férias sem preocupações.

ler matéria completa

Conheça uma Solução Inteligente para Recebimento de Encomendas na Portaria Remota

O ASTER Locker é um armário inteligente disponível 24 horas por dia, projetado para simplificar o recebimento de encomendas em condomínios com Portaria Remota. É uma solução prática, moderna e segura, para adaptar seu condomínio a nova realidade do e-commerce, que cresceu exponencialmente nos últimos anos. Por que o ASTER Locker é necessário? Com o […]

ler matéria completa